Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Inflação anual da zona do euro chega a 2,1% em novembro

Bruxelas, 17 dez (EFE).- A inflação anual da zona do euro ficou em 2,1% em novembro, mês que teve uma inflação mensal com queda de 0,5%, informou hoje o Eurostat, escritório estatístico da União Européia (UE).

EFE |

A inflação passou do 3,2% de outubro para 2,1%, a maior correção desde que há informações disponíveis para a eurozona, em 1997.

O diferencial de preços da Espanha com seus parceiros da moeda única caiu para apenas 0,3 ponto percentual (a inflação espanhola ficou em 2,4% em novembro), o menor desde outubro de 2001.

No conjunto da UE, os preços caíram no mês passado 0,4%, o que fez a inflação acumulada nos últimos 12 meses ficar em 2,8% (em outubro estava em 3,7%).

Os países com a inflação mais baixa são Alemanha e Portugal (1,4%), seguidos por França e Holanda (1,9%).

No extremo contrário se situam Letônia, com um avanço anualizado de preços de 11,6%, Lituânia (9,2%) e Bulgária (8,8%).

Com relação a outubro a inflação desceu em todos os Estados-membros.

Quanto à composição da inflação as áreas que mais empurraram os preços para o alto na eurozona em novembro foram as bebidas alcoólicas e o tabaco e os artigos de vestuário (0,4% cada), assim como artigos para o lar (0,2%).

O transporte, com uma diminuição mensal de 2,7%, a moradia (0,5%) e os hotéis e restaurantes (0,3%) registraram as maiores quedas em novembro.

Os restaurantes e cafés e o vestuário foram os serviços e produtos que mais aumentaram de preço (com uma contribuição para o índice geral de 0,05 ponto), enquanto o transporte (que caiu 0,41 ponto) e os combustíveis líquidos (0,11 ponto) foram os que mais contribuíram para a redução mensal.

Nos últimos 12 meses, o que mais subiu foi a moradia (4,5%), os alimentos (3,7%) e as bebidas alcoólicas e o tabaco (3,5%).

As comunicações, com uma redução de preços do 2,1%, e o transporte (0,6%), registraram as baixas anualizadas mais acusadas.

EFE epn/fal

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG