Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Inflação ainda é o problema número um do BCE

O novo diretor austríaco do Banco Nacional da Áustria (OeNB) e, portanto, membro do conselho do Banco Central Europeu (BCE), Ewald Nowotny, destacou nesta sexta-feira que a inflação continua sendo o principal ponto de preocupação do BCE.

AFP |

Em sua primeira entrevuista à imprensa em Viena, um dia depois de sua primeira reunião com seus colegas do BCE em Frankfurt, Nowotny indicou que ainda não é hora de "desativar o alarme" sobre a inflação.

Apesar de o presidente do BCE, Jean-Claude Trichet, ter dado a entender que a inflação na zona euro havia sem dúvida atingido seu nível mais elevado, Nowotny insistiu sobre a necessidade de continuar vigilante.

O conselho de política monetária do BCE decidiu na quinta-feira manter a taxa básica de juros a 4,25% em razão da persistência de uma forte inflação em 15 países da zona euro, que estava em 3,8% em agosto em relação ao mesmo mês no ano passado, após os 4% nos dois meses anteriores.

Segundo o economista chefe do BCE, Jürgen Stark, as taxas de inflação na zona euro devem cair nos próximos meses.

"É claro que nos próximos meses, nos próximos trimestres, as taxas de inflação vão diminuir", declarou nesta sexta-feira paralelamente a uma conferência financeira em Frankfurt.

gg/lm

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG