Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Inflação afetou padrão de consumo da maioria dos brasileiros, diz FGV

RIO - O crescimento da inflação ao longo de 2008 trouxe impactos importantes para o comportamento do consumidor, de acordo com dados da Sondagem de Expectativas divulgada hoje pela Fundação Getúlio Vargas (FGV). Para 79,9% dos entrevistados, a inflação mais alta está afetando o padrão do consumo familiar.

Valor Online |

Do total de entrevistados, 35,4% admitiram que a família diminuiu os gastos como uma forma de cautela, enquanto 44,5% substituíram produtos e serviços por outros mais em conta. Apenas 20,1% afirmaram ter mantido o padrão de consumo.

O efeito inflacionário é mais nítido entre as faixas de renda mais baixas. Entre as famílias com renda até R$ 2,1 mil, 87,8% disseram que a escalada inflacionária afetou os hábitos de consumo, enquanto entre os que têm renda acima de R$ 9,6 mil, apenas 72,4% admitiram ter alterado os hábitos de consumo.

Entre as regiões pesquisadas, Recife, Porto Alegre e Brasília tiveram os maiores índices de famílias que não mudaram o padrão de consumo, com 31%, 30% e 28,1%, respectivamente. As taxas mais baixas foram registradas em Rio de Janeiro e São Paulo, com 16,9% e 17%, nessa ordem.

(Rafael Rosas | Valor Online )

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG