Tamanho do texto

SÃO PAULO - Em cinco das sete capitais pesquisadas pela Fundação Getulio Vargas (FGV), houve moderação do ritmo de crescimento do Índice de Preços ao Consumidor Semanal (IPC-S). Em São Paulo, por exemplo, o indicador saiu de uma alta de 0,36% na segunda prévia de agosto para 0,22% na apuração seguinte. Em Salvador, a inflação foi de 0,24% na terceira medição deste mês, mais suave do que o 0,52% verificado antes.

O IPC-S subiu 0,02% em Porto Alegre e avançou 0,37% em Brasília na terceira leitura de agosto. No estudo antecedente, esses percentuais corresponderam a 0,23% e 0,40%, respectivamente. No Recife, o índice deixou para trás uma elevação de 0,32% e apresentou no levantamento atual acréscimo de 0,21%.

Rio de Janeiro e Belo Horizonte foram as exceções - no primeiro caso, houve pequena acentuação no passo de aumento do IPC-S, de 0,15% para 0,17%; na capital mineira, a inflação situou-se em 0,67% depois de ficar em 0,60% na segunda pesquisa de agosto.

Ontem, a FGV mostrou que o IPC-S geral apresentou acréscimo de 0,24% na terceira prévia deste mês. Na medição anterior, contudo, havia subido 0,34%.

(Valor Online)

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.