Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Indústrias Romi lucra R$ 32,74 milhões, queda 8,5% no comparativo anual

SÃO PAULO - A Indústrias Romi, que atua no mercado de máquinas-ferramenta, injetoras de plástico, fundidos e usinados, encerrou o segundo trimestre do ano com lucro líquido de R$ 32,74 milhões, cifra 8,5% menor que a registrada em igual período do ano passado. Segundo a companhia, a queda na lucratividade é atribuída às novas medidas de contabilização de despesas e participação de administradores.

Valor Online |

Todas as unidades de negócios da Romi cresceram, com destaque para o avanço de 18% no segmento de máquinas-ferramenta, com 650 unidades comercializadas. Tal segmento responde por 64,8% da receita. Foram vendidas também 104 máquinas para plásticos, avanço de 7,2% no comparativo anual e 5.669 toneladas de fundos e usinados, alta de 6,2% sobre o segundo trimestre do ano passado.

Com isso, a receita líquida da companhia apresentou crescimento de 15,7% no segundo trimestre, alcançando R$ 177,26 milhões. A geração de caixa medida pelo Ebitda (lucro antes de impostos, juros, depreciação e amortização) subiu em 7,3%, para R$ 36,68 milhões. Mas a margem recuou de 22,3%, para 20,7%.

A Romi explica que a queda na margem Ebitda reflete provisão da despesa com participação dos administradores, no montante de R$ 1,2 milhão, e o incremento das despesas com a Provisão para Devedores Duvidosos em R$ 1,3 milhão.

A receita no mercado externo alcançou R$ 20,4 milhões no segundo trimestre, alta de 17,2% no comparativo anual. Apesar da apreciação do real, a companhia destaca a sua atenção ao mercado externo resultou em crescimento de 40% das exportações, que somara R$ 12,5 milhões.

Os Estados Unidos continuam como o maior mercado comprador, respondendo por 42,5% das exportações. Na seqüência está a Europa, com 28,7%, seguida pela América Latina, com 24,6%. Ásia e África respondem pelo o restante com 3,7% e 0,5% das exportações.

(Valor Online)

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG