Ribeirão Preto, SP, 20 - O Centro Nacional das Indústrias do Setor Sucroalcooleiro e Energético (Ceise BR), que reúne as companhias de base do setor de açúcar e álcool, irá apresentar amanhã ao Sindicato dos Metalúrgicos de Sertãozinho, Ribeirão Preto e Região proposta de redução da jornada de trabalho de 44 horas para 40 horas semanais e de 9% nos salários. A medida, de acordo com o presidente do Ceise BR, Mario Garrefa, visa minimizar os impactos da crise econômica nas empresas da região paulista, principal polo metalúrgico do setor sucroalcooleiro do País.

"A proposta está prevista na CLT (Consolidação das Leis do Trabalho) para durar três meses, prorrogada por mais três", justificou.

Segundo Garrefa, a proposta incluiria ainda o fim das horas extras e a utilização dos bancos de horas, já existentes em algumas empresas, para compensar eventuais períodos de férias pela falta de encomendas. O acordo será proposto em uma reunião com o presidente do Sindicato dos Metalúrgicos, Elio Candido. Já na quinta-feira, outro encontro, na Prefeitura de Sertãozinho (SP), também deve discutir o assunto.

O presidente do Ceise BR afirmou ainda que se houver entendimento a proposta seria aplicada a partir de março, época em que as empresas do setor reduzem as operações após fazerem a manutenção nas usinas. Entre janeiro e março, durante a entressafra da cana-de-açúcar, o ritmo de produção das metalúrgicas é alto. "Até agora a situação está tranquila, já que as indústrias estão trabalhando na manutenção das usinas", afirmou Garrefa.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.