Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Indústria brasileira tem menor crescimento em quase 2 anos em outubro

Rio de Janeiro, 2 dez (EFE).- A produção da indústria brasileira cresceu 0,8% em outubro deste ano em comparação ao mesmo mês de 2007, sua menor expansão mensal desde dezembro de 2006 e um novo reflexo da crise internacional, informou hoje o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatísticas (IBGE).

EFE |

Além de frear significativamente seu ritmo de crescimento em comparação ao mesmo mês do ano anterior, a produção em outubro caiu 1,7% em relação à de setembro, segundo o estudo do IBGE.

O instituto atribuiu o desempenho negativo do setor à crise internacional, que reduziu a demanda externa por produtos brasileiros, esgotando as fontes de crédito e gerando incerteza entre os produtores.

"A redução entre setembro e outubro e a conseqüente perda de ritmo nos indicadores para períodos mais longos está marcada por quedas importantes em setores que concederam férias coletivas não planejadas ou efetuaram paralisações técnicas não programadas, em um contexto de aumento da incerteza no ambiente econômico internacional", analisou o IBGE.

Com a desaceleração em outubro, a produção das fábricas brasileiras acumulou um crescimento de 5,8% nos dez primeiros meses do ano, abaixo da expansão de 6,4% que havia acumulado até setembro.

Da mesma forma, o crescimento dos últimos 12 meses até outubro foi de 5,9%, quase um ponto abaixo do índice anualizado medido até setembro (6,8%).

Dos 27 setores industriais estudados, 15 registraram redução de sua produção entre setembro e outubro, em especial o de produtos químicos, que se caiu 11,6%.

A produção do setor de refino de petróleo e de etanol caiu 9% entre setembro e outubro, assim como a dos setores de máquinas e equipes (-5,2%) e a de veículos automotores (-1,4%).

Este último setor, um dos mais afetados pela crise e que registrara crescimento nos dois meses anteriores, "teve seu desempenho afetado pela concessão de férias coletivas em diversas fábricas", segundo o Instituto.

Na comparação entre outubro de 2007 e outubro deste ano, 15 dos 27 setores analisados reduziram a produção, especialmente os de produtos químicos (-15,9%), refino de petróleo e produção de etanol (-9,6%) e alimentos industrializados (-3,6%).

A produção de automóveis caiu 3,4% em outubro, em comparação com o mesmo mês do ano passado, com o que o setor registrou sua maior queda desde fevereiro de 2007 (-5,8%). EFE cm/jp

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG