Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Farmacêutica AstraZeneca vai cortar 1.400 empregos e fechar fábricas

SÃO PAULO - A farmacêutica anglo-sueca AstraZeneca anunciou ontem que pretende demitir 1.400 funcionários e fechar fábricas na Suécia, Espanha e Bélgica.

Valor Online |

O tom mais positivo que se forma nesta sexta-feira pode limitar as vendas por aqui. Em Wall Street, depois dos recuos dos últimos dois dias, que levaram o S & P 500 ao patamar em mais de 11 anos, os investidores ensaiam uma sessão de retomada.

Foco, mais uma vez, nas ações do Citigroup, que disparam no pré-mercado, reagindo a uma notícia publicada no Wall Street Journal (WSJ) indicando que o banco avalia sua venda. Contribuindo para o sentimento positivo, a Dell apresentou resultado trimestral acima do esperado.

Na quinta-feira, as ações do Citi voltaram a cair mais de 20% em meio à crescente preocupação com a continuidade dos negócios da instituição. O papel não ganhou fôlego mesmo depois que o príncipe saudita Alwaleed bin Talal anunciou que aumentará sua participação no banco.

Na Europa, o dia é de recuperação, com destaque para as ações das mineradoras e dos bancos, setores que vinham liderando as perdas na semana.

Leia tudo sobre: bolsas

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG