Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Índice futuro aponta para novo dia de valorização na Bovespa

SÃO PAULO - A Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa) pode registrar o sexto pregão consecutivo de alta nesta terça-feira. A indicação é dada pelo mercado futuro, onde o Ibovespa com vencimento em fevereiro apontava alta de 1,65%, aos 42.

Valor Online |

300 pontos.

Dia positivo também se desenha em Wall Street, onde os investidores voltam à ponta compradora depois da realização de lucros de ontem. A agenda do dia reserva as encomendas à indústria, o índice de atividade no setor de serviços e a venda pendente de casas. À tarde os investidores assimilam a ata do Federal Reserve (Fed), banco central norte-americano, que em 16 de dezembro surpreendeu o mercado ao derrubar a taxa básica de juros dos Estados Unidos para uma banda entre zero e 0,25%.

Na Europa, os ganhos já são realidade, com destaque para o setor automotivo depois que a Porsche anunciou que elevará sua participação na Volkswagen para mais de 50%. Há pouco, o FTSE-100, de Londres, apontava alta de 1,41%, enquanto em Frankfurt, o Xetra-DAX ganhava 1,57%.

No mercado cambial, o dólar segue avançando contra as principais moedas, como euro e iene. Contra o real, a divisa aprofunda as perdas da sessão de ontem, quando quebrou o patamar de R$ 2,30. Segundo os agentes, a maior oferta de moeda norte-americana reflete o ingresso de recursos no país e a redução nas posições compradas (apostas contra o real) no mercado futuro. Há pouco, o dólar comercial valia R$ 2,187 na compra, queda de 2,92%.

No pregão de ontem, o Ibovespa descolou da instabilidade externa e marcou o quinto dia de alta, seqüência de ganho não observada desde abril do ano passado. Com forte desempenho das ações da Vale e das siderúrgicas, o Ibovespa apontou alta de 3,17%, encerrando aos 41.518 pontos. O giro financeiro foi elevado, somando R$ 4,24 bilhões.

Já em Wall Street, a acentuada queda na venda de automóveis em dezembro estimulou uma realização de lucros depois de três dias seguidos de alta. O Dow Jones perdeu 0,91%, enquanto o Nasdaq cedeu 0,26%.

Na Ásia, a terça-feira encerrou de maneira positiva para a Bolsa de Tóquio, onde o Nikkei-225 subiu 0,42%. Em Seul, a alta foi de 1,76%, e Xangai valorizou 3%. Destoando, Hong Kong caiu 0,35%. Ainda na região, o Banco Central da China disse que precisa estimular o crédito visando impulsionar a demanda doméstica e o crescimento econômico.

(Eduardo Campos | Valor Online)

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG