Nova York, 16 dez (EFE).- O índice Dow Jones, da Bolsa de Nova York, abriu hoje em alta de 1,15% em meio às expectativas de que o Federal Reserve (Fed, banco central americano) anunciará um corte de pelo menos 0,50 ponto percentual nas taxas de juros.

Este índice, que agrupa algumas das maiores empresas americanas, avançava 98,29 pontos, para 8.662,82.

O Nasdaq abriu em alta de 23,18 pontos (1,54%), para 1.531,52, enquanto o seletivo S&P 500 avançava 13,63 pontos (1,57%), para 882,20.

O mercado nova-iorquino espera que o Comitê do Mercado Aberto do Fed diminua hoje de novo as taxas de juros, passando do 1% atual, em uma nova tentativa para estimular a economia e o consumo, que retrocederam em meses recentes.

A diminuição dos juros também se vê favorecida por sinais de menores pressões inflacionárias nos Estados Unidos, tanto em nível de produtor como de consumidor.

O Índice de Preços ao Consumidor (IPC) diminuiu em novembro mais do que o previsto, 1,7%, embora a taxa anualizada tenha subido e se situado em 1,1%, segundo informações divulgadas pelo Departamento de Trabalho.

O núcleo da inflação, na qual se excluem a energia e os alimentos por serem fatores mais voláteis, não variou no mês passado, após cair 0,1% em outubro.

O aumento da bolsa ocorria apesar de o banco Goldman Sachs ter registrado um prejuízo de cerca de US$ 2,287 bilhões (US$ 4,97 por ação), um pouco mais do que esperavam os analistas e o primeiro resultado negativo trimestral que registra desde que em 1999 começou a cotar em bolsa.

Entretanto, as ações desta entidade abriram em alta e se negociavam a US$ 68,96, o que representa uma revalorização de 3,76% em relação ao fechamento da última segunda. EFE vm/fal

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.