A alta de 0,67% do grupo Alimentação foi o principal fator de aceleração do Índice do Custo de Vida (ICV) entre setembro e outubro, de 0,14% para 0,43%, e teve como pressão mais significativa o comportamento do subgrupo Produtos In Natura e Semi-elaborados. Os dados foram divulgados pelo Departamento Intersindical de Estatísticas e Estudos Socioeconômicos, que apurou uma elevação de 1,41% para o subgrupo na capital paulista no mês passado.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.