São Paulo, 10 - Os preços dos produtos comercializados na Companhia de Entrepostos e Armazéns Gerais de São Paulo (Ceagesp) caíram 3,1%, em janeiro. O indicador foi pressionado pela queda de 7,8% nos preços do setor de frutas, o mais importante da cesta de 105 produtos que compõem o indicador de preços calculado pela empresa.

Segundo os técnicos da Ceagesp, a retração dos preços das frutas ocorreu em função da diminuição natural da demanda em relação a dezembro, quando há aumento médio de 30%, por conta das festas de final de ano. Os preços do limão Taiti caíram 61,9% em janeiro, o que também contribuiu para a queda de frutas e para que o Índice Ceagesp ficasse negativo.

Os técnicos comentam que o Índice Ceagesp só não caiu mais por conta dos aumentos dos setores de legumes, (+4,6%), pescado (+2,6%), verduras (+1,6%) e diversos (cebola, batata, amendoim, coco seco e ovos), com aumento de 9,4%. "O setor foi puxado pelo aumento de 30% nos preços da batata, que teve retração na oferta devido às fortes chuvas nas regiões produtoras do Paraná, sul de Minas e São Paulo. O preço da cebola também subiu 10% devido à entressafra na produção do Estado de São Paulo."

No ano passado, mais de 3,85 milhões de toneladas de produtos hortícolas passaram pelos 13 Entrepostos da Ceagesp no Estado de São Paulo. Os entrepostos da companhia asseguram o abastecimento de alimentos de 60% da Grande São Paulo, além do interior, outros Estados e países.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.