Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Índice de confiança da indústria cai 11,7% no mês, aponta FGV

O Índice de Confiança da Indústria (ICI), indicador da sondagem conjuntural da indústria de transformação, caiu 11,7% em outubro ante setembro, segundo divulgou a Fundação Getúlio Vargas (FGV) nesta quarta-feira.

Agência Estado |

 Em setembro, o indicador já havia registrado queda de 2,2% em comparação com o mês anterior. De setembro para outubro, o indicador caiu de 120,3 pontos para 106,1 pontos (dados sem ajuste sazonal).

De acordo com a FGV, com ajuste sazonal (dados trimestrais), o ICI recuou, entre julho e outubro, de 120,8 para 105,3 pontos, o menor nível desde janeiro de 2006 (99,1 pontos). Em comunicado, a FGV informou que a "queda acentuada sinaliza desaceleração de atividade econômica em outubro e pessimismo em relação aos próximos meses".

Na comparação com outubro do ano passado, o ICI registrou queda de 14%, em igual mês este ano - recuo bem mais forte do que a queda de 1,9% registrada no mês passado, no mesmo tipo de comparação.

O ICI é composto por dois indicadores. O primeiro é o Índice da Situação Atual (ISA), que caiu 8,8% em outubro, ante recuo de 0,9% em setembro. O segundo componente do ICI é o Índice de Expectativas, que apresentou queda de 14,5% em outubro, ante retração de 3,5% em setembro.

Na comparação com outubro do ano passado, houve quedas de 13,9% e de 13,8%, respectivamente, para o índice de Situação Atual e para o indicador de Expectativas. O levantamento para cálculo do índice foi entre os dias 1º e 27 desse mês, em uma amostra de 1.101 empresas informantes.

A piora na avaliação dos empresários sobre o nível de demanda foi um dos fatores que levaram à queda de 11,7% do ICI. A FGV informou que, entre julho e outubro de 2008, a parcela de empresas entrevistadas que avaliam como forte a demanda atual caiu de 29,1% para 16,6%. No mesmo período, o porcentual de empresas pesquisadas que classificam a demanda como fraca subiu de 2,7% para 11,9%.

Os empresários se mostram mais pessimistas em relação aos próximos seis meses. Em um total de 1.101 empresas consultadas, 40,4% prevêem melhora e 10,1% estimam piora da situação dos negócios, no período projetado. Segundo a FGV, este é o pior resultado para este quesito da sondagem desde julho de 2003, quando as parcelas para essas respostas registraram resultados de 35,5% e de 22,9%, respectivamente.

Uso da capacidade

O Nível de Utilização de Capacidade Instalada (Nuci) da indústria (sem ajuste sazonal) ficou em 86,3% em outubro, segundo a FGV. A FGV aproveitou o informe para atualizar resultados recentes de nível de capacidade instalada. Em comunicado, a fundação esclarece que, no mês passado, o nível, sem ajuste, também registrou resultado de 86,3% - embora tenha anunciado resultado de 86,4% para o Nuci daquele mês.

Ainda de acordo com a fundação, na série de dados com ajuste sazonal, o nível de uso de capacidade em outubro ficou em 85,1%, abaixo do Nuci imediatamente anterior nessa série histórica (trimestral) referente a julho deste ano (85,8%). Na série mensal elaborada pela FGV para o índice, sem ajuste sazonal, o Nuci registrado em outubro foi o menor desde julho desse ano, quando atingiu patamar de 86,1%.

Leia mais sobre confiança na indústria

Leia tudo sobre: confiança na industria

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG