FRANKFURT - As ações européias caíram nesta segunda-feira ao menor fechamento em dois meses, com os papéis de instituições financeiras pesando fortemente após o banco de investimento norte-americano Lehman Brothers ter pedido proteção contra falência. De acordo com dados preliminares, o índice FTSEurofirst 300 caiu 3,63%, para 1.119 pontos, seu menor fechamento desde 16 de julho. A proporção de ações em queda em relação às que tiveram alta foi de 10 para 1, segundo dados da Reuters.

"Com a crise financeira tendo atingido um novo pico, a incerteza entre os investidores aumentou fortemente", informou em nota o Landesbank Berlin, acrescentando que não há uma perspectiva para o fim da volatilidade no mercado de ações.

As ações de bancos lideraram as perdas da sessão, com os papéis do UBS, Royal Bank of Scotland, HBOS, Société Générale e Deutsche Bank sofrendo perdas entre 7% e 19%.

'O colapso do Lehman também aumentou as preocupações de que outros banco possam ruir', informou em nota a Global Insight.

Com o maior peso do índice, os papéis do setor de energia, como os da petrolífera francesa Total que caíram 5% e os da Royal Dutch Shell que recuaram 4,4%, foram atingidos por uma forte desvalorização dos preços do petróleo.

A queda nos preços foi creditada por analistas ao mau desempenho do setor financeiro dos Estados Unidos.

"O preço do petróleo pode continuar a cair porque a crise financeira nos EUA alimenta temores de uma desaceleração econômica por todo o mundo, o que poderia ser negativo para o petróleo como um bem econômico", informou o Commerzbank em nota.

As preocupações com o crescimento econômico também puxaram para baixo os preços dos metais. A queda atingiu ações de mineradoras como a Rio Tinto, que despencou 6,6%, e a BHP Billiton, que recuou 4,5%.

Em LONDRES, o índice Financial Times fechou em queda de 3,92%, a 5.204 pontos.

Em FRANKFURT, o índice DAX recuou 2,74%, para 6.064 pontos.

Em PARIS, o índice CAC-40 caiu 3,78%, para 4.168 pontos.

Em MILÃO, o índice Mibtel encerrou em baixa de 3,49%, a 20.989 pontos.

Em MADRI, o índice Ibex-35 registrou queda de 4,5%, para 10.899 pontos.

Em LISBOA, o índice PSI20 teve recuo de 3,11%, para 8.096 pontos.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.