Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Indicadores são os piores desde década de 1970, informa OCDE

SÃO PAULO - As previsões para as economias desenvolvidas do mundo são as mais desoladoras desde a crise do petróleo do início da década de 1970, segundo o índice de indicadores antecedentes divulgado pela Organização para Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE), um indicador de atividade econômica futura. Além disso, o mesmo indicador sugeriu que as maiores economias em desenvolvimento estão cada vez mais sendo dragadas pela recessão nos países ricos.

Agência Estado |

O índice geral de indicadores antecedentes para 30 países membros desenvolvidos da OCDE caiu para 92,9 em dezembro de 2008, de 94 em novembro. Entre os países do G-7 (grupo dos sete países mais industrializados), o índice alemão registrou a maior queda em termos mensais e anuais, de 1,6 pontos e 11,8 pontos, respectivamente, para 90,9.

A OCDE disse que na maior parte de seus países membros, os indicadores antecedentes "caíram para níveis não vistos desde durante os choques de petróleo da década de 1970". "Os indicadores antecedentes continuam a apontar para um cenário de enfraquecimento para todas as sete maiores economias", afirmou a OCDE. "A perspectiva deteriorou-se com relevância nas maiores economias fora da OCDE, que também enfrentam agora grande desaceleração".

Regiões importantes de algumas economias do G-7 já experimentam desaceleração em escala vista anteriormente em meados da década de 1970, quando a alta dos preços do petróleo e a falta de oferta de energia levaram a severos cortes da produção industrial.

BRICs

Brasil, Rússia, Índia e China (BRICs) estão sendo dragados cada vez mais pela recessão nos países desenvolvidos, segundo os índices de indicadores antecedentes da OCDE. "A perspectiva deteriorou-se com relevância nas maiores economias fora da OCDE, que também enfrentam agora grande desaceleração", disse a organização.

O índice de indicadores antecedentes do Brasil caiu 1,8 ponto em dezembro em relação a novembro e 5,4 pontos em comparação a dezembro do ano passado, para 98,8.

A Rússia aparece como a economia em deterioração mais acelerada entre os quatro países não membros do grupo e também entre os 30 países membros da OCDE. O índice de indicadores antecedentes russo caiu para 86,7 em dezembro, de 90,5 em novembro, uma queda de 17,7 pontos em relação a dezembro de 2007.

A perspectiva para a China também piorou, com seu índice de indicadores antecedentes recuando para 87,6 em dezembro, de 90,1 em novembro, ficando 14 pontos abaixo de dezembro de 2007.

O índice de indicadores antecedentes da Índia, por sua vez, caiu 0,5 ponto em relação a novembro e 7,5 em relação a dezembro do ano passado, para 94,4. 

Leia tudo sobre: ocde

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG