Indicadores para China, Índia, França e Itália sugerem crescimento econômico abaixo da média nos próximos meses

A Organização para Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE) disse nesta sexta-feira que seu indicador antecedente de junho indica um possível pico de crescimento nas economias desenvolvidas, com o índice para os Estados Unidos ficando negativo pela primeira vez desde fevereiro de 2009.

A OCDE afirmou que os indicadores para China, Índia, França e Itália também sugerem crescimento econômico abaixo da média nos próximos meses.

O índice para os 32 países que compõem a OCDE caiu 0,1 ponto, para 103,4 pontos em junho, mais ainda apresentou alta de 8,5 pontos na comparação anual. Para o Grupo das 7 nações industrializadas (G7), o indicador recuou para 103,6 em junho, 0,1 ponto a menos do que no mês anterior.

O indicador antecedente da OCDE para os EUA caiu para 103 pontos em junho, de 103,1 no mês anterior, o primeiro declínio em 16 meses.

E, embora o ritmo de expansão tenha permanecido forte na Alemanha, onde o índice subiu 0,6 ponto, para 106,8 em junho, os indicadores para o Japão e a Rússia apontaram desacelerações futuras, disse a OCDE.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.