Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Indicador composto de perspectivas de crescimento da OCDE volta a retroceder

Paris, 11 jul (EFE).- O indicador composto avançado da Organização para a Cooperação e o Desenvolvimento Econômico (OCDE) para seus países-membros voltou a retroceder em maio, o que ilustra um novo enfraquecimento das perspectivas de crescimento, embora haja sinais de expansão da economia chinesa.

EFE |

A OCDE anunciou hoje que o indicador para seus 30 países retrocedeu cinco décimos em maio a respeito de abril, e ficou em 97,2 pontos, o que aponta uma queda de 4,6 pontos em 12 meses.

O Brasil avançou um décimo em maio, para 104,1 pontos, mas segue 1,6 ponto abaixo do valor em que se encontrava um ano antes.

O descenso para a zona do euro em maio foi de cinco décimos, para um nível de 96 pontos (um retrocesso de 4,6 pontos em um ano), abaixo dos 100 pontos que marcam a média a longo prazo.

Dentro dos países do G7, foram registradas baixas no Canadá (oito décimos, para 96,1 pontos); na França (seis décimos, para 95,2); Reino Unido (cinco décimos, para 97,9); Alemanha (quatro décimos, para 99) e Estados Unidos (quatro décimos, para 97,7).

Por outro lado, em maio subiram o Japão (cinco décimos, para 95,2 pontos) e Itália (dois décimos, para 95,6 pontos), embora a tendência para ambas continue sendo de arrefecimento.

O indicador, que dá conta de inflexões por antecipação da conjuntura, aponta uma alta de dois pontos para a China, cujo indicador se elevou para 105,8 pontos, 1,2 ponto a mais do que nos 12 meses anteriores. EFE ac/gs

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG