Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Índia quer fabricar notebooks de 10 dólares

A Índia quer fabricar um computador portátil que será vendido a 10 dólares para dezenas de milhões de estudantes das zonas rurais do país, anunciou nesta terça-feira a agência oficial de notícias Press Trust of India (PTI).

AFP |

Estes computadores, que seriam os mais baratos do mundo, seriam fabricados dentro de um programa do governo para a educação no valor de 939 milhões de dólares, revelado nesta terça-feira na cidade de Tirupati (sul), segundo o PTI.

Sexta-feira passada, o secretário para a Educação R. P. Agrawal, destacou que este notebook "revolucionário" estaria disponível dentro de uns seis meses.

"Quando os testes terminarem, os computadores serão comercializados e custarão 10 dólares norte-americanos. Se os pais querem oferecer um presente para seus filhos, poderão comprar este artigo sem problemas", declarou Agrawal a PTI.

Por enquanto, não foi apresentado nenhum modelo ou protótipo, e os responsáveis do ministério da Educação foram incapazes de explicar a forma como o produto será fabricado a um custo tão baixo.

As áreas rurais na Índia têm muito pouco acesso à internet banda larga.

As autoridades indianas, onde dois terços da população vivem na zona rural, querem formar mais estudantes primários e secundários no campo.

Entretanto, há alguns meses, a Índia rejeitou um projeto para fabricar um computador a 100 dólares, apresentado pelo americano Nicholas Negroponte, do Massachusetts Institute of Technology (MIT), afirmando que o custo real de fabricação seria muito superior.

ym-nr/lm

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG