SÃO PAULO - A Índia pediu ao Paquistão a prisão e extradição de 20 pessoas consideradas fugitivas pelas leis indianas, suspeitas de estarem por trás dos ataques ocorridos em Mumbai, capital financeira da Índia, que deixaram quase 180 vítimas fatais. Em conversa com jornalistas em Nova Déli, o primeiro ministro da Índia, Pranab Mukherjee, disse que a lista com quase 20 nomes foi entregue a um enviado paquistanês. O Paquistão não respondeu diretamente ao pedido de extradição, mas propôs uma investigação conjunta dos atentados. Na semana passada, homens armados atacaram 10 localidades em Mumbai, deixando quase 180 mortos, com a maioria das vítimas em dois hotéis, o Oberoi e o Taj Mahal. Uma forte explosão registrada nesta terça-feira em um trem de passageiros na região de Assam, noroeste da Índia, deixou três mortos e 30 feridos. Por ora, nenhum grupo reivindicou a autoria do ataque.

Assam possui uma série de grupos insurgentes que costumam atacar trens.

(Valor Online, com agências internacionais)

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.