Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Indenização fica mais próxima

Os relatos de pessoas que tiveram problemas com a roda do Stilo são parecidos. O caso veio à tona quando a secretária Carla Barbosa entrou na Justiça, em 2008, pedindo indenização de R$ 350 mil após diversas tentativas de negociação com a Fiat.

Agência Estado |

Seu carro quase capotou em uma estrada em Brasília, quando voltava para casa com o marido e três filhas. "Vejo a decisão do recall com alívio", diz ela, que já obteve parecer favorável da 1.ª Vara Cível de Sobradinho. De acordo com a secretária, ontem mesmo seu advogado, Eduardo DAlbuquerque Augusto, entrou com pedido de antecipação do pagamento da indenização.

O diretor do Procon, Roberto Pfeiffer, orienta os consumidores que quiserem entrar com ações de indenização a juntar todo o material que dispõem em relação ao acidente (boletins de ocorrência, notas fiscais de gastos com conserto, aluguel de carro, entre outros). Ele sugere primeiro o contato com a empresa. Se não obtiver algum retorno em cinco dias, o consumidor deve recorrer ao Procon, para indenizações por danos materiais, e ao Poder Judiciário, no caso de uma ação por danos morais.

No caso do Fiat Stilo, apesar de relatos de pelo menos 30 casos, há menos de dez ações correndo na Justiça com pedido de indenização, segundo cálculos de pessoas que acompanham os processos.

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG