Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

InBev reafirma interesse na Anheuser-Busch

A companhia de bebidas belgo-brasileira InBev reafirmou hoje sua disposição de comprar a norte-americana Anheuser-Busch, dona da marca de cerveja Budweiser, a despeito da rejeição da concorrente à sua oferta de compra. A InBev afirmou que buscará todos os caminhos disponíveis para fechar o acordo.

Agência Estado |

A Anheuser-Busch divulgou na semana passada um plano para elevar o preço de suas ações e aumentar os lucros como companhia independente, na esperança de afastar uma possível oferta hostil da InBev ou pelo menos obrigá-la a melhorar a proposta. O presidente-executivo da companhia belgo-brasileira, Carlos Brito, disse que não se impressionou com o plano.

"Nossa proposta firme foi rejeitada em favor de um recém formulado plano administrativo com significativos riscos de execução", afirmou Brito, em um comunicado da InBev. "Dada a seriedade da nossa proposta firme, ficamos surpresos por não termos sido ouvidos pelo conselho de administração, diretoria ou assessores da Anheuser-Busch antes da rejeição", acrescentou.

A InBev propôs o pagamento em dinheiro de US$ 46,4 bilhões, ou US$ 65 por ação, pela Anheuser. A companhia belgo-brasileira também pediu à Corte de Chancelaria da Delaware um parecer que afirme que ela pode remover o conselho de administração da Anheuser, em um sinal de que a empresa está preparada para ir à oferta hostil se a Anheuser continuar impassível.

De acordo com analistas, agora existem duas possibilidades: ou a InBev melhora sua proposta ou faz uma oferta hostil. Uma fusão amistosa ainda seria a melhor escolha, disse o analista Marc Leemans, do Bank Degroof. Mas, segundo um comunicado da corretora KBC Securities, um acordo amigável provavelmente exigiria da InBev o pagamento de um valor entre US$ 70 e US$ 75 por ação. As informações são da Dow Jones.

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG