Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Inadimplência menor revela consumidor controlado, aponta Itaú

SÃO PAULO - A pequena queda observada nos níveis de inadimplência da indústria de cartões de crédito revela que os consumidores estão mais controlados na administração de suas despesas. Com a economia aquecida e a renda em alta, a população vem aumentando a utilização dos cartões, especialmente para parcelamento de compras, porém o percentual de pagamentos atrasados mostrou queda nos últimos dois anos.

Valor Online |

Um estudo divulgado hoje pelo Itaú mostrou que as operações com cartão de crédito tinham saldo acumulado em R$ 57,9 bilhões ao final do primeiro semestre deste ano, um crescimento de 42,4% em relação ao mesmo período de 2007. No entanto, em igual intervalo de comparação, o índice de pagamentos com atraso acima de 90 dias passou de 9% para 8,6% deste valor. Em junho de 2006, a inadimplência estava em 10,1%.

De acordo com o diretor de Marketing do Itaú, Fernando Chacon, os dados apontam que o usuário do cartão de crédito está mais controlado. Ele afirmou que a expectativa do banco é de que a taxa de inadimplência se estabilize na casa dos 4% ao longo deste ano, porém disse não ser possível estabelecer um percentual tido como ideal.

O executivo ponderou que o controle do processo inflacionário é fundamental para que seja mantida a tendência de queda na inadimplência. O comprometimento do poder de compra pela inflação pode acabar com esse processo, disse Chacon, que, entretanto, acredita que a inflação não escapará ao controle do governo.

O diretor também não crê que o aperto monetário iniciado em abril pelo Banco Central (BC) terá impacto significativo sobre a oferta de crédito no Brasil, bem como sobre o mercado de cartões. Chacon acredita que o crédito irá fechar 2008 representando 40% do Produto Interno Bruto (PIB).

(Murillo Camarotto | Valor Online)

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG