Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Inadimplência dos consumidores registra alta de 6,1% no primeiro semestre, mostra Serasa

SÃO PAULO - O índice de inadimplência dos consumidores medido pela Serasa subiu 6,1% no primeiro semestre ante igual período do ano passado. Apenas no mês de junho, a inadimplência aumentou 7,1% em relação ao mesmo mês de 2007, mas registrou queda de 4,5% na comparação com maio.

Valor Online |

Para os técnicos da Serasa, o crescimento da inadimplência do consumidor, tanto na variação semestral quanto em junho ante igual mês de 2007, é resultado do maior endividamento da população. Com a evolução do crédito, parte dos consumidores ultrapassou seu limite de endividamento em relação à renda, dizem os técnicos da empresa, controlada pela Experian. Eles acrescentam que este maior comprometimento também pode ser notado pelos valores médios crescentes das pendências financeiras, em todas as modalidades de financiamento.

Nos seis primeiros meses deste ano, 43,2% da inadimplência dos consumidores estava nas dívidas com os bancos. No segundo lugar no ranking de representatividade da inadimplência estão os débitos com cartões de crédito e financeiras, com 32%. Os cheques sem fundos aparecem em seguida, com 22,5%. No final da lista, estão os títulos protestados, com 2,3% das dívidas.

Entre janeiro e junho, o valor médio das dívidas com bancos foi de R$ 1.375,36, o que representa um aumento de 8,2% sobre o valor apurado no mesmo período do ano passado. Para as dívidas com cartões de crédito e financeiras, o aumento foi de 16,4%, chegando a um valor médio de R$ 416,15. Já para os cheques sem fundo, o valor médio neste período foi de R$ 645,53, representando uma alta de 6,3% diante da mesma base de comparação. Da mesma forma, com avanço de 10,8%, o valor médio dos títulos protestados chegou a R$ 931,66 no primeiro semestre do ano.

Leia mais sobre inadimplência

Leia tudo sobre: inadimplência

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG