A inadimplência das empresas teve redução de 2,9% no acumulado do ano até agosto, em relação ao mesmo período do ano passado, e queda de 8,1% em agosto na comparação com o mesmo mês de 2007, segundo o Indicador Serasa de Inadimplência Pessoa Jurídica, divulgado hoje. Na comparação com julho, houve recuo de 8% no mês passado.

Acordo Ortográfico De acordo a Serasa, a redução da inadimplência entre pessoas jurídicas é resultado do bom desempenho das vendas e da produção no período.

Os títulos protestados continuam liderando o ranking da inadimplência das empresas nos oito primeiros meses do ano, com participação de 42% no indicador. Em seguida, estão os cheques devolvidos e as dívidas com bancos, que representam 38,8% e 19,2%, respectivamente.

As pendências com bancos atingiram valor médio de R$ 4.431,98 de janeiro a agosto. Os títulos protestados, por sua vez, registraram um valor médio de R$ 1.500,30 no período, enquanto os cheques devolvidos ficaram em R$ 1.283,90, na média.

A Serasa destaca que as empresas, para financiar seus investimentos em ampliação, instalações e automação, estão tomando mais crédito que os consumidores no ano. "Até julho, as estatísticas do Banco Central mostram que as empresas já têm 22,4% de evolução do crédito no ano e os consumidores, 16,3%", explica a entidade.

Leia mais sobre inadimplência

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.