Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Inadimplência das empresas brasileiras cresce em novembro, diz Serasa

SÃO PAULO - A inadimplência medida entre as empresas brasileiras em novembro registrou alta de 13,9%, na comparação com outubro. Segundo o levantamento da Serasa, o indicador acumulado de janeiro a novembro deste ano cresceu 2,1%, ante o mesmo período do ano passado.

Valor Online |

Com relação a novembro de 2007, a inadimplência das empresas foi ainda maior, registrando 28,2%.

Os casos de inadimplência entre pessoas jurídicas continuam ocorrendo mais freqüência com títulos protestados, cuja representatividade passou de 40,6% de janeiro a novembro de 2007 para 41,8% neste ano.

Em segundo lugar em termos de representatividade estão os cheque devolvidos. Em 2007, até o penúltimo mês do ano, os cheques devolvidos por falta de fundos responderam por 38,2% dos compromissos em atraso. Neste ano, a representatividade dos cheques devolvidos foi de 39,1%.

Por outro lado, o peso das dívidas com os bancos diminuiu na comparação com o mesmo período do ano passado, saindo de 21,3% de janeiro a novembro de 2007, para 19,2% neste ano.

Carlos Henrique de Almeida, assessor econômico da Serasa Experian, já tinha dito ao Valor em meados de dezembro que o indicador - que durante todo o ano vinha acumulando quedas - poderia apresentar alta no fim do ano.

Ele afirmou que a inadimplência deve ameaçar mais as empresas menores. "A inadimplência das pessoas físicas já apresentava alta, antes mesmo da crise, mas isso não impactava tanto as empresas porque elas conseguiam financiar-se no mercado para driblar o problema. Agora não estão conseguindo fazer isso", disse ele na ocasião.

(Vanessa Dezem | Valor Online)

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG