Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Impulsionada pela América do Sul, Monsanto supera previsões mais otimistas

A companhia americana de sementes geneticamente modificadas Monsanto dobrou seu lucro líquido no primeiro trimestre do exercício 2008/2009 (setembro-novembro), graças ao bom desempenho de suas atividades na América do Sul.

AFP |

Nesses três meses, a Monsanto registrou uma renda líquida de 556 milhões de dólares, cifra 117% superior aos 256 milhões alcançados no mesmo período do ano anterior, informou a empresa em um comunicado.

"De maneira típica, (esses resultados) refletem o impacto das atividades na América Latina", ressaltou o grupo, muito presente nos grandes países produtores de soja.

A Monsanto destacou em especial a grande demanda de pesticidas à base de glifosatos no Brasil.

"Nossas atividades na América Latina mostraram mais uma vez sua força, e deram o tom para um grande ano 2009, com a confiança necessária para aumentar nossas previsões de resultados", comemorou o presidente da companhia, Hugh Grant, citado no comunicado.

O lucro por ação subiu, em um ano, de 0,46 dólar para 1,00 dólar. Este desempenho superou as previsões mais otimistas dos analistas, que antecipavam um valor de 0,59 dólar.

O grupo, cuja sede fica em Saint Louis, no centro dos Estados Unidos, destacou que os resultados são, de fato, históricos. Suas vendas, de 2,6 bilhões de dólares, também registraram níveis recorde para a empresa.

Desse montante, 1,1 bilhão de dólares vêm da venda de sementes e 1,4 bilhão, da venda de pestidas, principalmente de seu principal produto, o polêmico 'Roundup', criado especialmente para ser utilizado em plantações geneticamente modificadas.

fg-jz/ap

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG