Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

IGP-M registra alta de 0,45% na segunda prévia de fevereiro

RIO - O Índice Geral de Preços do Mercado (IGP-M) registrou alta de 0,45% na segunda leitura do mês de fevereiro. No primeiro período de avaliação, o índice havia apresentado elevação de 0,42%, informou nesta terça-feira a Fundação Getulio Vargas (FGV).

Redação com agências |

 

Na segunda prévia de janeiro, o indicador cedeu 0,58%. Nos 12 meses acumulados até esta medição, o IGP-M tem acréscimo de 8,06%. No acumulado do ano, o crescimento é de apenas 0,01%.

O avanço nos preços no atacado, especialmente dos produtos agropecuários, foi o responsável pela aceleração. O Índice de Preços ao Atacado (IPA), que representa 60% do indicador geral, passou de queda de 1,09% na segunda prévia de janeiro para alta de 0,47% nesta pesquisa. Os produtos agropecuários subiram 1,63% e os produtos industriais registraram elevação de 0,06%. No segundo decêndio do mês passado, verificaram baixa de 0,31% e de 1,37%, respectivamente.

Dos três estágios de produção componentes do IPA, apenas Bens Intermediários mantiveram-se em queda - foram de um declínio de 1,39% na segunda leitura de janeiro para um recuo de 0,67% em igual medição do mês seguinte. Bens Finais ampliaram-se 1,52% e as Matérias-Primas Brutas cresceram 1%.

O Índice de Preços ao Consumidor (IPC), que responde por 30% do IGP-M, verificou ampliação de 0,38% na segunda leitura de fevereiro após avanço de 0,59% em mesmo intervalo do mês passado. Com redução no ritmo de alta apareceram os grupos Alimentação (0,81% para 0,26%) e Transportes (0,72% para 0,40%). Vestuário abandonou aumento de 0,38% no segundo levantamento de janeiro para diminuição de 0,58% nesta parcial. O grupo Educação registrou o principal incremento, de 1,59%.

O Índice Nacional do Custo da Construção (INCC), representativo de 10% do indicador geral, apurou inflação de 0,43% na segunda pesquisa deste mês, seguindo acréscimo de 0,15% na parcial de janeiro. O indicador relativo a Materiais e Serviços subiu 0,52% e Mão-de-Obra aumentou 0,33%.

O segundo decêndio do IGP-M compreende o intervalo entre os dias 21 do mês anterior e 10 do mês de referência.

Leia mais sobre: IGP-M 

Leia tudo sobre: igp-m

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG