Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

IGP-M marca deflação de 0,44% em janeiro

RIO - A deflação apurada pelo Índice Geral de Preços do Mercado (IGP-M) acentuou-se em janeiro. O indicador recuou 0,44% este mês, seguindo queda de 0,13% em dezembro de 2008.

Valor Online |

Pelos dados da Fundação Getulio Vargas (FGV) apresentados nesta manhã, em 12 meses, o IGP-M registrou acréscimo de 8,15%.

Analistas consultados pelo Banco Central (BC) esperavam diminuição de 0,30% no índice de janeiro, conforme o mais recente Boletim Focus.

O recuo nos preços no atacado foi o responsável pela retração apurada na abertura deste ano. O Índice de Preços ao Atacado (IPA), que representa 60% do indicador geral, saiu de uma baixa de 0,42% em dezembro de 2008 para um declínio de 0,95% agora. Os produtos industriais diminuíram 1,48% e os produtos agropecuários avançaram 0,55%, deixando para trás decréscimo de 0,28% verificado no mês passado.

Os três estágios de produção componentes do IPA marcaram deflação. Os Bens Intermediários baixaram 1,80%, puxados por uma queda mais acentuada nos preços em materiais e componentes para a manufatura. Os Bens Finais perderam 0,44%, influenciados pela redução de 6,45% em veículos e acessórios. As Matérias-Primas Brutas abandonaram alta de 0,53% no mês final de 2008 e tiveram neste levantamento retração de 0,25%.

O Índice de Preços ao Consumidor (IPC), que responde por 30% do IGP-M, cresceu para 0,75% em janeiro após situar-se em 0,58% um mês antes. Devido às despesas típicas de começo de ano com reajuste de matrículas e materiais escolares, Educação, leitura e recreação apresentaram o avanço mais expressivo entre os grupos estudados, de 2,30%. Em dezembro, tinham marcado 0,40%.

Também subiram mais entre o mês final do ano passado e o início de 2009 os ramos Alimentação (0,82% para 0,96%), Transportes (0,50% para 0,85%) e Despesas Diversas (0,22% para 0,36%).

O Índice Nacional do Custo da Construção (INCC), representativo de 10% do indicador geral, registrou pequena alteração de dezembro para janeiro, indo de 0,22% para 0,26% de elevação. O indicador relativo a Materiais e serviços subiu 0,33% e Mão-de-Obra teve acréscimo de 0,17%.

O segundo decêndio do IGP-M compreende o intervalo entre os dias 21 do mês anterior e 10 do mês de referência.

Leia mais sobre inflação

Leia tudo sobre: inflação

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG