Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

IEA: preços agropecuários caíram 1,65% em dezembro

São Paulo, 6 - Os preços recebidos pelos produtores rurais paulistas caíram 1,65% em dezembro passado, conforme o Índice Quadrissemanal de Preços Recebidos pela Agropecuária Paulista (IqPR), calculado pelo Instituto de Economia Agrícola (IEA), da Secretaria de Agricultura de São Paulo. Segundo o IEA, os preços dos produtos de origem vegetal (IqPR-V) recuaram 0,36%.

Agência Estado |

O indicador de preços dos produtos de origem animal (IqPR-A) fechou o mês com queda de 4,87%. Os cálculos do indicador sem a inclusão da cana-de-açúcar (produto que tem maior peso na ponderação, em função de sua participação no valor da produção agropecuária paulista) mostram uma variação negativa de 3,92% no índice geral e de 3,02% em produtos vegetais.

Os produtos que apresentaram alta de preços em dezembro foram tomate de mesa (42,45%), batata (23,80%), ovos (2,39%), cana-de-açúcar (1,59%), café (0,61%) e carne suína (0,41%).

Os técnicos do IEA explicam que a grande elevação nos preços do tomate pode ser atribuída ao excesso de chuvas nas regiões produtoras. Segundo o IEA, "as variações de preços da batata mostram a recuperação das cotações em relação a pico de safra ocorrido no mês anterior, quando atingiram valores muito baixos."

Os produtos que apresentaram maiores quedas de preços em dezembro foram laranja para mesa (21,46%), amendoim (18,96%), laranja para indústria (9,84%), carne de frango (7,15%), carne bovina (6,54%) e o leite tipo B (4,48%).

Conforme análise do IEA, a queda nos preços da laranja reflete o recuo nas cotações internacionais do suco. Além disso, as temperaturas relativamente baixas no mês de dezembro não contribuíram para o aumento de consumo que normalmente ocorre no período de verão. Os pesquisadores ponderam, ainda, que há abundante oferta de outras frutas. O mercado do amendoim apresentou-se fraco no mês passado por causa do acúmulo de estoques e do crescimento do plantio de verão.

Já os mercados de carne de frango e de leite mantiveram a tendência de baixa. Os preços de carne bovina recuaram em virtude da suspensão de abate em frigoríficos, que normalmente ocorre na época de festas de fim de ano.

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG