SÃO PAULO - A ICAP, a maior corretora do mundo em negócios por plataforma eletrônica, divulgou hoje resultados positivos referentes ao semestre encerrado em setembro. Divergindo da maior parte das empresas européias, a companhia se beneficiou com a alta volatilidade dos mercados mundiais. No período de seis meses que terminou em setembro, o lucro da corretora inglesa registrou um crescimento de 5%, para 84 milhões de libras.

As receitas aumentaram 22% em relação ao mesmo intervalo do ano anterior, para 764 milhões de libras. Atualmente, o volume médio diário de suas operações é de US$ 1,5 trilhão.

O diretor-executivo da empresa, Michael Spencer, explicou em comunicado que a estratégia da corretora a posicionou bem diante das flutuações de preços das commodities, das moedas e das ações. Além disso, a crise no mercado de crédito incentivou os clientes a negociarem mais, o que impulsionou as comissões da da ICAP.

No início deste mês a corretora inglesa divulgou sua entrada no mercado brasileiro ao comprar a Arkhe por US$ 17 milhões. A corretora brasileira que, no ano passado, ficou em quarto lugar no ranking da BM & F de contratos negociados, liderado pela Link, registrou prejuízo de R$ 558 mil no primeiro semestre desse ano, devido a perdas com derivativos.

Mesmo expandindo os seus negócios para os países da América Latina e registrando ganhos no último balanço, na semana passada os papéis da ICAP sofreram o rebaixamento da recomendação pelo banco Morgan Stanley, por conta das expectativas de que a empresa possa perder receita no ano que vem.

(Vanessa Dezem | Valor Online)

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.