Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Ibovespa vira e sobe; dólar avança

Após uma abertura em baixa, contaminada pelo desempenho negativo no mercado externo, a Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa) inverteu o sinal e passou a operar em alta, impulsionada pela mudança de direção das ações da Petrobras. Apesar da alta do mercado brasileiro, as Bolsas de Nova York seguem em baixa, preocupadas com o temor de recessão das principais economias desenvolvidas.

Agência Estado |

Por volta das 12h45 (de Brasília), o Índice Bovespa subia 1,39% e retomava o nível dos 55 mil pontos, a 55.258 pontos, na pontuação máxima do dia até o momento, e registrava um volume financeiro de R$ 2,16 bilhões. Na mínima, o indicador cedeu 0,86%. No mesmo horário, o índice Dow Jones recuava 1,53%, o Nasdaq 100 cedia 0,88% e o S&P 500 tinha baixa de 1,08%.

A inversão de sinal do Ibovespa deve a melhora do desempenho das ações da Petrobras, que passaram a subir após a divulgação do relatório de estoques semanais de petróleo nos Estados Unidos. No mesmo horário, as ações ordinárias (ON) e preferenciais (PN) da estatal petrolífera avançavam 4,4% e 3,3%, respectivamente. Na Bolsa Mercantil de Nova York (Nymex), o contrato futuro do petróleo tipo WTI com vencimento em setembro subia 1,6% a US$ 114,82 o barril, na sessão eletrônica.

O Departamento de Energia dos Estados Unidos (DOE) informou hoje que os estoques de petróleo nos Estados Unidos caíram inesperadamente em 400 mil barris na semana encerrada na sexta-feira da semana passada (dia 8) para 296,5 milhões de barris. A previsão média dos analistas era de variação zero.

Dólar

Após uma abertura estável, o dólar comercial retomou o sinal positivo e é negociado em alta em relação ao real. Também às 12h40, a moeda americana era cotada a R$ 1,629 (+0,31%), na cotação máxima do dia até o momento, no mercado interbancário de câmbio. No mesmo horário, na Bolsa de Mercadorias & Futuros (BM&F), o dólar à vista avançava 0,18% a R$ 1,628.

Até o momento, o Banco Central não interveio no mercado de câmbio, com o anúncio do leilão de compra de dólares.

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG