A Bolsa de Valores de São Paulo virou para o terreno posivito, depois de operar no negativo por toda a manhã. As perdas, que chegaram a 1,77% na primeira hora de pregão (mínima de 56.418 pontos do índice Bovespa), foram reduzidas após a divulgação de indicadores econômicos melhores que as previsões nos Estados Unidos.

As Bolsas de Nova York operam em alta. No entanto, o desempenho ruim das ações mais negociadas (blue chips) Petrobras e Vale e das siderúrgicas impedem uma mudança de rumo na Bovespa. No mercado internacional, o preço do petróleo registra queda de quase 2%, com o barril negociado em Nova York em torno de US$ 123,00 no final desta manhã.

Às 12h, o Ibovespa registrava alta de 0,30% a 57.608 pontos. No mesmo horário, o índice Dow Jones subia 0,47% a 11.402 pontos e o Nasdaq ganhava 1,01% a 2.303 pontos. O Departamento do Comércio dos EUA informou que as vendas de imóveis novos caíram 0,6% em junho. Em maio, as vendas haviam recuado 1,7%. Economistas tinham previsto queda de 1,4% nas vendas de imóveis novos em junho. Outro dado positivo foi o sentimento do consumidor final de julho da Universidade de Michigan que subiu a 61,2 em julho, de 56,4 em junho.

Dólar

A moeda americana vem operando no negativo ao longo do dia. Por volta do meio dia, o dólar era cotado a R$ 1,572, com queda de 0,44%.

Leia mais sobre Bovespa - dólar

    Leia tudo sobre: bovespa
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.