Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Ibovespa vira e cai mais de 1%; dólar sobe

A abertura em baixa das Bolsas de Nova York fez com que a Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa) invertesse o sinal de alta, apresentado na abertura dos negócios hoje, e passasse a opera em baixa, superior a 1%. Em contrapartida, o dólar, que abriu em baixa em relação ao real, passou a ser negociado em alta, sendo cotado acima de R$ 1,61.

Agência Estado |

 

Por volta das 11h45 (de Brasília), o Índice Bovespa caía 1,25%, a 55.877 pontos, na mínima do dia até o momento. Na máxima, o indicador subiu 0,69%, a 56.974 pontos. No mesmo horário, nos Estados Unidos, o índice Dow Jones cedia 0,27% e o S&P 500 recuava 0,05%, enquanto o Nasdaq 100 subia 0,35%.

O mercado americano é pressionado hoje pela alta dos preços do petróleo, que avançam em meio ao conflito entre a Rússia e a Geórgia, com preocupações de que a tensão na Ásia coloque em risco o abastecimento de petróleo bombeado a partir do Mar Cáspio. No mesmo horário, o contrato futuro do petróleo tipo WTI com vencimento em setembro subia 0,35%, a US$ 115,60 o barril, na sessão regular da Bolsa Mercantil de Nova York (Nymex, na sigla em inglês).

Apesar dos ganhos da matéria-prima (commodity), as ações da Petrobras operam em baixa, com o mercado à espera da divulgação do balanço financeiro da estatal petrolífera referente ao segundo trimestre deste ano. Também no mesmo horário, as ações ordinárias (ON) e preferenciais (PN) da Petrobras caíam 0,32% e 0,39%, respectivamente.

A companhia deve apresentar lucro líquido de R$ 7,9 bilhões no segundo trimestre, de acordo com a média das estimativas de seis corretoras. Se confirmado, o número representará crescimento de 16% ante mesmo período do ano passado e será o segundo maior lucro trimestral da história da Petrobras, ficando atrás somente do recorde de R$ 8,141 bilhões obtido no quarto trimestre de 2005.

Dólar

Por volta das 11h50 (de Brasília), o dólar comercial subia 0,31%, cotado a R$ 1,613 no mercado interbancário de câmbio, após subir 0,44%, a R$ 1,615, na taxa máxima do dia até o momento. Na abertura, o dólar comercial exibiu leve baixa de 0,06%, a R$ 1,607.No mesmo horário, na Bolsa de Mercadorias & Futuros (BM&F), o dólar à vista subia 0,28%, a R$ 1,6125.

Pela manhã, o Banco Central interveio no mercado de câmbio, com o anúncio do leilão de compra de dólares. Na operação, a autoridade monetária pagou taxa de corte de R$ 1,6113.

Leia também:

 

Leia mais sobre dólar  - Bovespa

Leia tudo sobre: bovespadolar

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG