Tamanho do texto

SÃO PAULO - Embora esteja operando no azul ao longo de todo pregão, o Ibovespa ainda não conseguiu se recuperar da forte queda do início da semana. Por volta das 16h20, o principal índice da Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa) refletia o bom humor externo e avançava 1,80%, aos 67.856 pontos, com giro financeiro de R$ 4,559 bilhões.

SÃO PAULO - Embora esteja operando no azul ao longo de todo pregão, o Ibovespa ainda não conseguiu se recuperar da forte queda do início da semana. Por volta das 16h20, o principal índice da Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa) refletia o bom humor externo e avançava 1,80%, aos 67.856 pontos, com giro financeiro de R$ 4,559 bilhões. Ontem, o Ibovespa também teve ganho de 0,22%, mas o desempenho acumulado não supera a queda de 4,31% dos dois primeiros dias da semana. Na sexta-feira passada, o índice marcou 69.509 pontos. Novos sinais de melhora da economia americana são o driver da valorização dos mercados nesta quinta-feira. Além de resultados trimestrais, como o da Motorola, os investidores tiveram uma boa reação aos dados do mercado de trabalho. Os novos pedidos de seguro-desemprego nos Estados Unidos totalizaram 448 mil na semana encerrada no dia 24, ou 11 mil a menos no comparativo com a marca da semana retrasada (459 mil). Em Wall Street, as bolsas também têm uma jornada de retomada. Há pouco, o Dow Jones subia 1,08%, enquanto o Nasdaq avançava 1,41% e o S & P 500 tinha ganhos de 1,20%. No Brasil, a alta das blue chips dá força para a trajetória do Ibovespa. Há instantes, as ações PN da Petrobras subiam 1,54%, a R$ 32,89 com giro de R$ 320,5 milhões, enquanto os papéis PNA da Vale registravam valorização de 2,67%, a R$ 47,54, com volume de R$ 760,4 milhões. (Beatriz Cutait | Valor)

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.