A Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa) não foi contagiada pelos ganhos registrados nas Bolsas de Nova York hoje e mantém o sinal negativo, com baixa superior a 1%. Às 12h12 (de Brasília), o índice Bovespa caía 1,47%, a 50.

784 pontos, e registrava um volume financeiro de R$ 1,75 bilhão. No mesmo horário, nos Estados Unidos, o índice Dow Jones subia 0,34%, o Nasdaq 100 ganhava 0,65% e o S&P 500 avançava 0,29%.

Lá fora, os mercados operam em alta, diante da pressão do governo dos Estados Unidos sobre o Congresso americano para que o pacote de ajuda aos bancos de US$ 700 bilhões seja aprovado. O presidente do Federal Reserve (Fed, o banco central americano), Ben Bernanke, e o Secretário do Tesouro dos EUA, Henry Paulson, reiteraram em discursos ao Senado que o pacote precisa ser aprovado rapidamente para evitar mais efeitos da crise sobre a economia.

No Brasil, a queda dos preços do petróleo pressiona as ações da Petrobras, com reflexo no comportamento do Ibovespa. Ainda no horário citado acima, as ações ordinárias (ON) e preferenciais (PN) da estatal petrolífera caíam 0,86% e 1%, respectivamente, enquanto o contrato futuro do petróleo tipo WTI com vencimento em novembro tinha baixa de 1,23% a US$ 108,03 o barril, na sessão eletrônica da Bolsa Mercantil de Nova Yor (Nymex, na sigla em inglês).

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.