Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Ibovespa fecha em alta de 1,71% impulsionado por Wall Street

São Paulo, 16 jul (EFE) - O índice da Bolsa de Valores de São Paulo (Ibovespa) acumulou hoje a terceira alta da semana e fechou o pregão com aumento de 1.041 pontos (1,71%), até 62.

EFE |

056 unidades, impulsionado pelo bom desempenho das ações bancárias e pelo otimismo por notícias favoráveis nos Estados Unidos.

Entre as dez ações mais negociadas do Ibovespa, apesar da queda dos papéis petrolíferos e metalúrgicos, líderes da praça, o destaque ficou com a alta dos títulos do setor bancário.

As ações preferenciais dos bancos Itaú (9,24%) e Bradesco (6,90%) e as ordinárias do Banco do Brasil (3,93%) contribuíram para evitar uma queda do Ibovespa.

O índice oscilou entre os 60.863 pontos e os 62.183 inteiros.

A Bovespa acompanhou com atenção o desempenho de Wall Street, onde o Dow Jones Industrial subiu 2,53%, impulsionado pela alta das ações dos bancos e das companhias aéreas e depois que o preço do Petróleo Intermediário do Texas (WTI, leve) baixou pelo segundo dia.

Também repercutiu positivamente em São Paulo a divulgação da ata do Federal Reserve (Fed, banco central dos Estados Unidos), que indicou que a autoridade monetária do país não alterará a política monetária a curto prazo.

Com 5,022 bilhões de títulos em circulação, fruto de 256.685 transações, a bolsa totalizou um volume financeiro de R$ 6,752 bilhões.

Entre as 66 ações do Ibovespa, destacaram-se a alta de 9,91% dos papéis ordinários da Embraer e a baixa de 4,13% dos similares dos títulos ordinários da Cosan.

Nesse mercado, 58 ações fecharam em alta e oito em baixa.

O dólar comercial fechou com alta de 0,50% no mercado brasileiro, cotado a R$ 1,597 para a venda. EFE wgm/db

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG