Após uma abertura em baixa, contaminada pelo mercado externo, o Índice da Bolsa de Valores de São Paulo (Ibovespa) ensaia uma recuperação e tenta se descolar do mau humor das Bolsas de Nova York, que seguem em baixa. A alta de mais de 2% das ações da Petrobras contribuem para a melhora nos negócios do mercado brasileiro, mas ainda não foi suficiente para firmar o índice em alta.

Por volta das 12h20 (de Brasília), o Ibovespa subia 0,14%, a 53.398 pontos, e registrava um volume financeiro de R$ 1,62 bilhão. Na máxima, o índice subiu 0,42% e, na mínima, cedeu 1,84%. No mesmo horário, as ações ordinárias (ON) e preferenciais (PN) da Petrobras subiam 2,88% e 2,43%, respectivamente, com o avanço dos preços do petróleo em Nova York.

Nos Estados Unidos, os mercados seguem pressionados pelos dados de inflação ao produtor já anunciados hoje e pelas preocupações com o setor financeiro. No horário citado acima, o índice Dow Jones caía 1,18%, o Nasdaq 100 recuava 1,07% e o S&P 500 tinha baixa de 1,02%.

Dólar

O dólar reduziu a valorização ante o real, mas segue subindo nas negociações desta terça-feira. Por volta das 12h30, a moeda era cotada a R 1,642, com alta de 0,12%.

Leia também:

Leia mais sobre Bovespa  -  dólar

    Leia tudo sobre: bovespa
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.