Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Ibovespa ensaia alta, mas volta a recuar; dólar inverte rumo e cai

SÃO PAULO - Embora tenha ensaiado inverter o rumo neste pregão, a trajetória negativa segue prevalecendo sobre os negócios da Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa). Por volta das 11h05, o Ibovespa, que chegou a marcar 63.593 pontos na máxima do dia, recuava 0,48%, aos 63.

Valor Online |

SÃO PAULO - Embora tenha ensaiado inverter o rumo neste pregão, a trajetória negativa segue prevalecendo sobre os negócios da Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa). Por volta das 11h05, o Ibovespa, que chegou a marcar 63.593 pontos na máxima do dia, recuava 0,48%, aos 63.108 pontos, com giro financeiro movimentado de R$ 890 milhões. Já o índice futuro cedia 0,43%, para 63.400 pontos. Na sexta-feira passada, o Ibovespa caiu 2,12%, para 63.412 pontos. Em Wall Street, o Dow Jones declinava, há pouco, 0,27%, enquanto o Nasdaq registrava decréscimo de 0,06% e S & P 500 diminuía 0,12%. Nesta segunda-feira, pesam sobre os negócios brasileiros o vencimento de opções sobre ações e o balanço trimestral da Petrobras. Há pouco, os papéis PN da Petrobras declinavam 0,06%, a R$ 30,07. Com queda mais expressiva, as ações PNA da Vale cediam 0,99%, a R$ 41,97. As maiores baixas do Ibovespa eram lideradas pelas ações PN da TAM, que tinham decréscimo de 3,23%, a R$ 27,27, seguidas pelos papéis ON da Telemar, que cediam 2,90%, a R$ 32,03, e por CCR ON, com recuo de 2,85%, a R$ 37,11. A TAM encerrou o primeiro trimestre com prejuízo líquido de R$ 58,1 milhões, ante resultado positivo de R$ 25,7 milhões no mesmo período de 2009. A receita líquida ficou estável em R$ 2,6 bilhões no período. Já a geração de caixa medida pelo lucro antes de juros, impostos, depreciação, amortização e aluguel de aeronaves (Lajida) ficou em R$ 376,5 milhões, recuo de 20,9%. Na ponta oposta, destaque positivo para os papéis Cielo ON, com valorização de 2,13%, a R$ 17,68, Recerad ON, com alta de 1,65%, a R$ 30,77, e por Sabesp ON, apreciação de 1,42%, a R$ 34,13. A Sabesp teve lucro líquido de R$ 290,612 milhões nos três primeiros meses deste ano, superando em 13,4% o ganho de R$ 256,214 milhões apurado no mesmo trimestre de 2009. Nessa base de comparação, a receita líquida subiu 6%, para R$ 1,752 bilhão, enquanto o resultado operacional medido pelo Ebitda (sigla em inglês para lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização) avançou 38,3%, chegando a R$ 862,284 milhões. A margem Ebitda subiu de 37,7% para 49,2%. No mercado cambial, o dólar inverteu a trajetória e passou a recuar em relação ao real. Há pouco, a moeda americana registrava depreciação de 0,05%, cotada a R$ 1,803 na venda. No mercado futuro, entretanto, o dólar subia 0,13%, para R$ 1,807. (Beatriz Cutait | Valor)

Leia tudo sobre: iG

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG