Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Ibovespa e NY sobem e dólar cai, antes de BCs

A expectativa de corte de juro nos Estados Unidos e de manutenção da taxa Selic no Brasil pavimenta mais um dia de recuperação na Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa), dando seqüência ao movimento da véspera quando, após cinco pregões seguidos de baixas expressivas, o Ibovespa disparou 13,42%. As Bolsas de Nova York também operam em alta.

Agência Estado |

A maioria dos analistas espera que o Federal Reserve (Fed, o banco central dos EUA) corte o juro básico americano em 0,50 ponto porcentual, trazendo a taxa para 1% ao ano. Aqui, a percepção é de que se o Banco Central ratificar a aposta majoritária de interrupção do ciclo de alta de juro com estabilidade da taxa básica de juros brasileira em 13,75% ao ano, a Bovespa pode reconquistar mais alguns pontos amanhã.

Às 15h13 (de Brasília), o Ibovespa subia 5,03%, 35.064 pontos, e registrava um volume financeiro de R$ 2,39 bilhões. Na máxima, o indicador avançou 5,06%, a 35.076 pontos. No mesmo horário, nos EUA, o índice Dow Jones ganhava 0,63%, o Nasdaq 100 tinha alta de 0,84% e o S&P 500 subia 0,49%.

Dólar

O dólar ampliou a queda em relação ao real, apresentada durante toda a sessão de hoje, é chegou a ser negociado em baixa superior a 3%.

Porém, no horário citado acima, a moeda americana reduzia parte da queda e cedia 3,16%, a R$ 2,116 no mercado interbancário de câmbio. Na mínima, o dólar comercial caiu 3,34% a R$ 2,112.

Hoje, o Banco Central realizou dois leilões de swap cambial. Nas operações, a autoridade monetária vendeu 22,1 mil contratos, equivalentes a US$ 1,084 bilhão.

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG