O Ibovespa, principal índice da Bolsa de Valores de São Paulo, aprofundou as perdas do dia nesta tarde e, às 14h12, cedia 7,44%, aos 36.137 pontos.

As perdas eram generalizadas: nenhuma ação da cesta teórica do índice, composta por 66 papéis, operavam em alta.

A queda se dá em dia de desvalorização das ações asiáticas, européias e americanas. A Bolsa de Tóquio fechou hoje em queda de 6,8%, a de Londres caiu 4,46% e a de Paris, 5,10%. Em Nova York, por volta do horário citado, o índice Dow Jones cedia 3,29%, o Nasdaq recuava 2,11% e o S&P-500 declinava 3,24%.

A piora de desempenho da Bolsa paulista nesta tarde coincidiu com o aumento das perdas de ações da Vale, segunda empresa de maior peso no cálculo do Ibovespa (atrás de Petrobras). Mais cedo, os papéis da Vale tinha queda moderada, com os investidores à espera do balanço de terceiro trimestre da companhia, que deve ser divulgado amanhã. Após as 14 horas, porém, Vale PNA perdia 5,57%.

Petrobras PN, papel de maior peso no Ibovespa, recuava 6,28%, refletindo a desvalorização do petróleo na Bolsa Mercantil de Nova York (-5,93%, para US$ 67,90 o barril). O Ibovespa acumula queda de 27% este mês e de 40% no ano.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.