SÃO PAULO - Diante da abertura negativa do mercado acionário americano, o Ibovespa acentuou as perdas no pregão desta sexta-feira e abandonou o patamar dos 70 mil pontos. Por volta das 11h30, o principal índice da Bolsa de Mercadorias e Futuros (BM & F) recuava 0,75% e somava 69.996 pontos.

SÃO PAULO - Diante da abertura negativa do mercado acionário americano, o Ibovespa acentuou as perdas no pregão desta sexta-feira e abandonou o patamar dos 70 mil pontos. Por volta das 11h30, o principal índice da Bolsa de Mercadorias e Futuros (BM & F) recuava 0,75% e somava 69.996 pontos. O giro financeiro está em R$ 2,32 bilhões. Em Wall Street, as bolsas abriram em queda. Dow Jones declinava 0,36% minutos atrás e o Nasdaq recuava 0,64%. Os investidores avaliam os resultados trimestrais do Google, do Bank of America (BofA) e da General Electric (GE). Pela manhã, o mercado imobiliário revelou que teve um desempenho favorável em março, com um crescimento de 1,6% da atividade de construção de moradias nos Estados Unidos em relação a fevereiro. A leitura ajustada sazonalmente passou de 616 mil para 626 mil unidades. Vale lembrar que as bolsas americanas subiram nos últimos seis pregões, alcançando níveis de 18 meses atrás. No Brasil, também deve contribuir para o movimento dos negócios a maior proximidade do vencimento de opções sobre ações, que ocorre na segunda-feira. No ambiente corporativo brasileiro, as"blue chips"operavam em sentidos opostos. Há instantes, os papéis PN da Petrobras caíam 1,45%, a R$ 33,11, enquanto as ações PNA da Vale subiam 0,05%, a R$ 51,23. Entre as maiores valorização do Ibovespa estavam os papéis ON da OGX Petróleo, com valorização de 1,50%, para R$ 18,21. A empresa confirmou ontem que pretende vender uma parcela da companhia. O empresário Eike Batista já havia dito que pretendia se desfazer de uma fatia e, com isso, distribuir valor aos acionistas. Além disso, também tinham altas expressivas no Ibovespa as ações PN da Vivo, com apreciação de 0,87%, a R$ 46,28, e Eletrobras PNB, com aumento de 0,84%, a R$ 30,86. Já entre as maiores baixas figuravam os papéis PN da TAM, com depreciação de 3,12%, a R$ 32,26, PN da Gol, com queda de 2,22%, a R$ 23,25, e PN do Itaú Unibanco, com baixa de 1,97%, a R$ 38,81. Fora do Ibovespa, os papéis da estreante Mills Estruturas e Serviços de Engenharia, empresa que presta serviços para o setor de construção, avançavam 0,52%, para R$ 11,56. No mercado de câmbio, o dólar opera com volatilidade. Depois de ter encerrado a última sessão cotada a R$ 1,752, a moeda americana já oscilou entre R$ 1,748 e R$ 1,757 nesta manhã. Minutos atrás, o dólar comercial declinava 0,28%, para R$ 1,747 na venda. Os agentes monitoram a atuação do Banco Central (BC), que realizou ontem dois leilões de compra da moeda americana. (Beatriz Cutait | Valor)
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.