Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Ibovespa abre em alta de olho na Vale e no petróleo

O balanço da Vale e o petróleo em alta animaram a abertura do pregão, que abriu em alta. Às 10h08, o Ibovespa subia 0,53%, a 57.

Agência Estado |

847,8 pontos. Os investidores estão dando mais importância ao balanço da mineradora em dólar, que veio muito bom, do que o balanço em reais, que mostrou queda no resultado trimestral.

No modelo americano (US Gaap), a Vale apresentou um lucro líquido recorde de US$ 5,009 bilhões no segundo trimestre, crescimento de 22,3% comparado ao mesmo período do ano passado. Mas no modelo brasileiro (BR Gaap), o lucro líquido foi de R$ 4,573 bilhões, uma queda de 21,7% sobre os R$ 5,842 bilhões apurado em igual trimestre de 2007. A diferença ocorreu principalmente por conta da variação cambial de investimentos, que no segundo trimestre somou R$ 4,655 bilhões, frente aos R$ 829 milhões do primeiro trimestre

"Expurgando o efeito do dólar, a Vale teve um resultado bom efetivo", diz o analista da Alpes Corretora, Fausto Gouveia. Ele ressalta que a comparação com o segundo trimestre do ano passado parte de uma base muito alta, pois na época os preços do níquel estavam muito valorizados. O balanço do segundo trimestre deste ano reflete o preço do níquel em queda e também o aumento do frete, por causa da disparada do petróleo. Mesmo assim, a empresa mostrou uma recuperação importante em relação ao primeiro trimestre, diz o analista.

Fora o balanço, a alta nas cotações das commodities metálicas e o ganho de 1% registrado pelas mineradores na Europa favorecem uma boa recuperação para a Vale.

Para completar, o petróleo voltou a subir forte, após a trégua dos últimos dias, o que deve continuar puxando para cima as ações de Petrobras. Como já se desvalorizou muito, atingindo um ponto considerado muito baixo pelos analistas, as ações agora são alvo de compras.

O prejuízo anunciado pela seguradora AIG no segundo trimestre também está pesando, além do crescimento inesperado dos pedidos de auxílio-desemprego na última semana, para 455 mil, alta de 7 mil. Esse é o nível mais alto desde março de 2002 e ficou bem acima do previsto por economistas, que esperavam queda de 20 mil.

No front doméstico, os demais balanços do dia devem ter efeito pontual nos negócios. O Unibanco anunciou lucro recorrente no segundo trimestre de R$ 756 milhões, em linha com as projeções de analistas. A TIM Participações anunciou prejuízo líquido de R$ 34,068 milhões no segundo trimestre, contrariando a expectativa do mercado de lucro líquido médio de R$ 28,78 milhões no período. (Cteep).

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG