Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

IBM: receita obtida no exterior cresce menos no 3º trimestre

A International Business Machines Corp (IBM) informou que seu lucro cresceu 22% no terceiro trimestre, em linha com o pré anúncio feito na semana passada com objetivo de acalmar os investidores. Contudo, a gigante do setor de tecnologia disse que houve uma desaceleração no crescimento da receita obtida no exterior no trimestre passado, que em outros trimestre ajudou a compensar a fraqueza na América do Norte.

Agência Estado |

A IBM disse que seu obteve um lucro operacional de US$ 2,8 bilhões (US$ 2,05 por ação) no terceiro trimestre, comparado com um lucro de US$ 2,4 bilhões (US$ 1,68 por ação) registrado em igual período do ano passado. A receita cresceu 5% para US$ 25,3 bilhões no terceiro trimestre. A receita do segmento software aumentou 12% para US$ 5,2 bilhões durante o período.

O lucro ficou no topo do esperado pelos analistas, mas os observadores olharam com mais atenção a receita da IBM que, apesar do aumento de 5%, ficou abaixo do esperado por Wall Street, o que foi visto como um sinal negativo.

Em grande medida, a indústria de tecnologia da informação vinha resistindo aos problemas do setor financeiro porque as empresas continuavam a investir. Contudo, com a intensificação dos temores de recessão, mesmos as grandes companhias estão reduzindo gastos, conduzindo ao declínio nos novos contratos.

Os contratos de novos serviços da IBM caíram 4% para US$ 12,7 bilhões no terceiro trimestre, mas ainda assim ficaram acima do esperado. O BMO Capital Markets disse que esperava uma queda de 7%.

A IBM que antes se beneficiava de um dólar mais fraco, com suas grandes vendas para o exterior, agora viu aqueles ganhos reduzidos pela recente recuperação do dólar. As vendas nas Américas, o maior mercado da IBM, cresceram 3%, ou 2% excluindo os benefícios cambiais. Mas o crescimento das vendas no exterior não foi tão impressionante quanto nos trimestres anteriores: a região combinada de Europa, Oriente Médio e África cresceu 10% e a Ásia-Pacífico teve um aumento de 6%. Excluindo os benefícios cambiais, o crescimento teria sido de 4% e 1%, respectivamente.

No segmento serviços globais - que inclui serviços de tecnologia de informação, consultoria e uma ampla variedade de outros serviços corporativos - as vendas cresceram 8%. Para o segmento de software, as vendas aumentaram 12%. No segmento de sistemas e tecnologia, a receita caiu 7%. A margem bruta aumentou de 41,3% para 43,3% no terceiro trimestre.

A IBM também reafirmou sua previsão de lucro para o ano todo de US$ 8,75 por ação.

No pregão regular desta quinta-feira, as ações da IBM fecharam a US$ 91,52, em alta de 3,66%. Há pouco, nas transações do after-hours, as ações se mantinham em alta, de 1,73%. As informações são da Dow Jones.

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG