A taxa de desemprego apurada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística nas seis principais regiões metropolitanas do País subiu para 8,2% em janeiro, ante 6,8% em dezembro. O resultado veio dentro das estimativas dos analistas ouvidos pelo AE Projeções (7,5% a 8,6%), com mediana de 7,80%.

Em janeiro de 2008, a taxa havia sido de 8,0%. O rendimento médio real dos trabalhadores ficou em R$ 1.318,70 em janeiro, com variação de 2,2% ante dezembro e de 5,9% na comparação com janeiro de 2008.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.