Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

IBGE: queda de 9,9% da FBCF em 2009 é a primeira desde 2003

A queda de 9,9% do investimento, ou Formação Bruta de Capital Fixo (FBCF), em 2009, foi a primeira desde 2003 (-4,6%), informou há pouco o IBGE. O instituto disse também que a retração da atividade na indústria no ano passado, de 5,5%, foi a primeira desde 2001 (-0,6%).

Agência Estado |

A gerente da pesquisa de Contas Trimestrais do IBGE, Rebeca Palis, lembrou que a queda da indústria em 2001 estava relacionada ao racionamento de energia no País naquele ano, período que também ficou marcada pelo ataque terrorista nos Estados Unidos e pela queda do regime de paridade cambial na Argentina.

Já a diminuição do investimento em 2003 foi influenciada pelos efeitos na economia da grande desconfiança do mercado financeiro sobre o início do governo Lula, como o real desvalorizado e o risco Brasil alto.

Em 2009, todos os grupos da indústria tiveram queda no acumulado do ano em relação a 2008, devido à crise internacional. A indústria de transformação, que não tinha queda desde 1999, caiu 7,0% em todo o ano passado, a maior entre os subsetores no PIB. A indústria extrativa caiu -0,2%, apesar do crescimento de 5,7% na extração de petróleo e gás, impactada pela queda de 22,3% na atividade extrativa de minério de ferro. Os serviços industriais de utilidade pública, como eletricidade, gás e água, caíram 2,4% em 2009 e a construção civil teve queda de 6,3%.

Na indústria de transformação, Rebeca citou, entre as maiores quedas do valor adicionado, os setores de produtos de madeira, metalurgia e siderurgia; máquinas e equipamentos; material elétrico e equipamentos de comunicação; material médico e hospitalar; peças para veículos, caminhões e ônibus. Os maiores crescimentos, por outro lado, foram os dos setores de eletrodomésticos, produtos farmacêuticos, perfumaria, higiene e limpeza.

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG