A gerente de contas trimestrais do IBGE, Rebeca Palis, disse que mesmo que ocorra um crescimento zero no PIB do quarto trimestre, ante igual período do ano passado, a taxa de 2008 ficará em 4,8%. Ela fez contas também projetando qual será a expansão necessária, no quarto trimestre, para que ocorra um crescimento igual ao apurado em 2007 (de 5,7%, segundo o dado revisado divulgado hoje pelo instituto) e disse que será preciso uma expansão de 3,7% no último trimestre deste ano ante igual período do ano passado.

Ainda segundo Rebeca, para um crescimento anual de 6% em 2008, o PIB terá que crescer 4,9% no quarto trimestre. Ela não quis comentar os efeitos que a crise mundial poderá vir a ter nos resultados do quarto trimestre e disse que, no terceiro trimestre, não foi possível perceber nenhum impacto das turbulências internacionais sobre a economia brasileira.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.