A inflação de 3,64% no primeiro semestre deste ano pelo Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) é a maior taxa apurada para os seis primeiros meses de um ano desde 2003, quando chegou a 6,64%, informou hoje a coordenadora de índices de preços do IBGE, Eulina Nunes dos Santos. Já a taxa acumulada no período de 12 meses deste ano até junho, de 6,06%, é a maior para uma variação acumulada em um ano desde novembro de 2005.

Eulina observou que as taxas acumuladas este ano são muito maiores do que no ano passado. No primeiro semestre de 2007, o IPCA havia registrado alta de 2,08% e no período de 12 meses até junho de 2007, de 3,69%.

Alimentos

A alta de 2,11% apurada no grupo dos alimentos em junho foi a maior variação mensal registrada nesse grupo no IPCA desde janeiro de 2003, destacou a coordenadora de índices de preços do IBGE. Além disso, é o maior aumento para um mês de junho desde o início do Plano Real, em julho de 1994.

Segundo Eulina, no acumulado do primeiro semestre de 2008, os alimentos contribuíram com 1,88 ponto porcentual, ou 52% do IPCA de 3,64% do período. "Ou seja, os alimentos explicam a inflação este ano", disse Eulina.

Ainda segundo ela, "a evidência é que a alta dos alimentos em 2008 vai ficar acima da do ano passado, que já foi uma taxa expressiva". No ano de 2007, os alimentos subiram 10,79% e, somente no primeiro semestre deste ano, já acumulam variação de 8,64%.

Ainda de acordo com Eulina, os resultados do IPCA em junho confirmam que "há uma inflação generalizada no caso dos produtos alimentícios".

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.