Os investimentos foram os principais responsáveis pela variação negativa (-0,2%) do PIB em 2009, segundo destacou a gerente de contas trimestrais do IBGE, Rebeca Palis. Ela fez uma abertura dos dados do PIB do ano passado, em termos de contribuições pelo lado da demanda, mostrando que os investimentos e os baixos estoques derrubaram a economia.

"A queda dos investimentos foi o principal fator responsável pela queda do PIB, além da variação dos estoques, que caíram porque a produção da indústria diminuiu, apesar do aumento do consumo das famílias", explicou Rebeca.

Para o resultado de -0,2%, a demanda interna contribuiu com -0,3 ponto porcentual, apesar da contribuição positiva do consumo das famílias (2,4 ponto porcentual) e do consumo do governo (0,7 pp). Ainda do lado da demanda interna, a Formação Bruta de Capital Fixo (FBCF) teve uma contribuição negativa no dado final do PIB de -1,9 pp, enquanto a variação de estoques contribuiu, também negativamente, com -1,6 pp.

O setor externo, por sua vez, deu a primeira contribuição positiva para o PIB desde 2005, com 0,1 pp em 2009.

Segundo Rebeca, as contas abertas do PIB pelas contribuições não fecham exatamente em 0,2% porque houve arredondamentos e o objetivo é mostrar as principais influências, em termos da demanda, na composição da taxa.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.