Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

IBGE: indústria de São Paulo já opera em patamar pré-crise

A indústria de São Paulo superou em janeiro, pela primeira vez desde o início da crise, o patamar de produção que registrava em setembro de 2008, segundo mostram os resultados da pesquisa regional divulgada hoje pelo IBGE. Enquanto a indústria nacional ainda estava, em janeiro, em patamar 4,9% inferior a setembro de 2008 - mês de patamar recorde para o setor e último momento antes dos efeitos da crise internacional -, a indústria paulista registrou, nessa comparação, alta de 0,6%.

Agência Estado |

O economista da coordenação de indústria do instituto, André Macedo, explica que nove regiões já tinham superado, em janeiro, o patamar anterior à crise. Segundo ele, os resultados regionais mostraram um "crescimento generalizado", entre as regiões, do setor industrial no início de 2010.

Entre as cinco regiões que prosseguem em patamar inferior ao mês anterior ao início da crise, destaca-se Minas Gerais, ainda com queda de 9% na produção. Segundo Macedo, esse resultado não revela que a indústria mineira está à parte do processo de recuperação, mas que a queda registrada na região logo após o início da crise foi bem superior aos demais locais e à média nacional.

Em dezembro de 2008, ante setembro do mesmo ano, o setor em Minas apresentava queda na produção de 29,4%, ante um recuo de 20,6% na média do País. "O Estado teve sérios problemas no final de 2008 em setores como siderurgia, mineração e automobilístico, por isso, apesar de mostrar bons resultados desde janeiro do ano passado, ainda não se recuperou plenamente", explicou ele.

Segundo Macedo, os locais que já retornaram ao patamar pré-crise são intensivos na produção de bens intermediários como siderurgia e mineração, além de bens de consumo semi e não duráveis. No caso de específico de São Paulo, a região tem sido beneficiada por ter a indústria mais diversificada do País.

Resultados das regiões

As regiões que já superaram o patamar de setembro de 2008 são: Ceará (10,6%), Paraná (9,8%), Goiás (8,1%), Espírito Santo (6,8%), Pernambuco (4,3%), região Nordeste (2,5%), Bahia (1,6%), Rio de Janeiro (0,6%) e São Paulo (0,6%). Ainda abaixo daquele mês, estavam em janeiro, além da média do Brasil (-4,9%), Rio Grande do Sul (-1,1%), Santa Catarina (-3,8%), Pará (-4,1%), Amazonas (-8,0%) e Minas Gerais (-9,0%).

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG