Tamanho do texto

A agroindústria brasileira cresceu 1,8% no acumulado do ano de 2008, ritmo inferior ao registrado em 2007 (5%) e abaixo do verificado pela média da indústria nacional no ano (3,1%), segundo divulgou hoje o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). A expansão dos setores associados à agricultura (0,8%), de maior peso na agroindústria, ficou abaixo da observada em relação aos setores vinculados à pecuária (1,6%).

O grupo inseticidas, herbicidas e outros defensivos para uso agropecuário apresentou crescimento anual de 20,5%, impulsionado, principalmente, pelo aumento da produção de soja, de cana-de-açúcar e de milho, lavouras intensivas no uso destes insumos. O segmento de madeira recuou 27,7%, influenciado pela queda nas exportações.

Em bases trimestrais, após crescer 6,1% no primeiro trimestre, a agroindústria desacelerou nos dois trimestres seguintes (2,6% e 2,4%) e inverte o sinal no quarto trimestre (-3,1%), ante iguais períodos do ano anterior. "A perda de dinamismo no último trimestre, influenciada pela alteração no cenário econômico mundial, levou a uma menor demanda pelos principais produtos agropecuários exportados", comentam os técnicos do IBGE no documento de divulgação da pesquisa.